Voltar á Página Inicial
Música
Cultura
Ciências
Novas Tecnologias
Site dedicado a todas as pessoas e formas de cultura que por surgirem verdadeiramente á frente do seu tempo, são votadas ao esquecimento
 
Um manifesto so o Cult Kitsch
 
 
 
Pra informações sobre o Webmaster
 
 
1 - Manifesto Kitsch 2 - O Ser e o Ter 3 - Kitsch e Polítika
4 - O “Kitsch -Man” 5 - O Culto é Kitsch vs. o Kitsch é Culto 6-Cultura, Kitsch e Poder
Cult(ura) e Kitsch

Cultura, Kitsch e Poder

Pois senhores do Poder que condicionam a nossa vontade ao princípio cultural da funcionalidade da máquina capitalista selvagem ( e não de um capitalismo ético) percebam o seguinte:

1 - O pensamento funcionalista é convergente, dirigido á materialidade, ao design da aculturação e não á real criatividade que gera a verdadeira cultura

2 - O acto artístico e o processo da criatividade é pensamento divergente do senso-comum duma determinada época, sem qualquer objectivo funcional ou de repetir ou preservar o já existente, sendo um motor da espiritualidade

3 - O pensamento convergente sem uma componente de criatividade ou de pensamento divergente, conduz à estagnação moral, social e do progresso tecnológico.

4 - Foram os rasgos criativos de alguns que tornaram possível o progresso ou a antevisão de novas invenções tecnológicas e revoluções científicas

5 - O Homem sem uma sólida espiritualidade não consegue gozar a materialidade ou evoluir

6 - Que o recalcamento pelas massas insatifeitas espiritualmente,são resultado do estabelecimento de um poder autocrático, e da opressão, mas que historicamente tem provado a sua instabilidade (apenas o factor tempo não é previsível).

7 - Quanto maior o nível de opressão do poder (estado sólido), que é contrária á evolução da espritualidade dos povos (devia ser um estado líquido, maleável), pois quanto maior for a solidificação do poder , pior e mais violenta é a revolução e dissolução (explosão gasosa) desse sistema de poder

8 - Os povos cada vez mais irão exigir uma democracia pluralista (ou multicracia-que segue a vontade da maioria mas criando alternativas para as minorias) , em vez duma burocracia participativa em que o governado inculturado pelo Poder, através do acto de votar é alienado do seu poder de fundamental de cooperar na gestão dos seus direitos e garantias fundamentais de liberdade, igualdade e solidariedade

by charlie junho /2000

Anterior

 
cultkitsch.org 1999 - 2007 ©